rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quinta-feira, novembro 28, 2013

Que belo exemplo de convívio!!!

http://vitaminl.tv/video/1060?ref=fbs

E nós, seres humanos, cheios de ódios, de genocídios animalescos, cheios de racismos patológicos, carregados de  hiperreligiosidade assassina!

E dizem alguns que Deus nos fez à sua imagem e semelhança!!!

Como Deus se deve sentir envergonhado de alguns seres humanos!!!

ACABADO SILVA um pedagogo....

                                             Professor Acabado Silva, o pedagogo da Contra Informação...

Uma das causas da crise actual em Portugal foi o termo do programa televisivo Contra Infornação.  Ele funcionava como válvula de escape, como terapeutica adequada para contrariar as doses macissas de narcotelevisão   com que o governo e os detentores do poder económico nos fustigavam.

Digo com sinceridade: preferia ouvir o professor Acabado Silva ao professor Cavaco Silva!

O primeiro era genuino, frontal, com o coração ao pé da boca; o outro, era um fingido, um postiço, um enfeudado, um capturado...

Que saudades tenho do professor Acabado Silva!  Merecia uma estátua!

Se ele existisse ainda (Deus o guarde em lugar seguro e no esplendor da Sua Glória...) talvez dissesse o seguinte sobre a vida actual do País:

«Portugueses!

Mais uma vez vos estou a acusar de masoquistas. Vós elegestes um parlamento que faz um orçamento miserabilista, que não vai resolver porra nehuma! Nem a crise, nem o défice, nem a dívida...

Todos podem ver que é asfixiador da economia, não expande, antes asfixia o mercado interno, estrangula o desenvolvimento, longe de dar coesão social aumenta ainda mais a exclusão!

Portugueses!

Sois mesmo masoquistas!

Em vez de os representantes do povo vos presentearem com um orçamento que queima as gorduras excessivas dos latifundiários das grandes superfícies, esses nababos que exploram os pequenos e médios produtores, pagando a longo prazo e a preços miseráveis, tendes um orçamento que leva ao miserabilismo total os pobres, os remediados e a classe média  pois é das gorduras deles  que o orçamento se alimenta..

Este orçamento vai engordar ainda mais os grandes financeiros e detentores do controlo da banca (e da informação que é seu salétile...) e vai empobrecer os já famintos deserdados da sorte...

Já basta de masoquismo. O governo não merece tolerância e quem lhe põe a mão por baixo, esse  amigalhaço  de Boliqueime, idem aspas!!!

quarta-feira, novembro 27, 2013

Salazar, o filho do caseiro de Perestrello...

http://portugalglorioso.blogspot.pt/2013/11/perestrello-salazar-e-o-padre.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+PortugalGlorioso+(Portugal+Glorioso)&utm_content=FaceBook
http://portugalglorioso.blogspot.pt/2013/11/perestrello-salazar-e-o-padre.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+PortugalGlorioso+(Portugal+Glorioso)&utm_content=FaceBookhttp://portugalglorioso.blogspot.pt/2013/11/perestrello-salaza

terça-feira, novembro 26, 2013

Vinte cinco de novembro...

Vinte e cinco de novembro Vinte e cinco de novembro
uma nova primavera
mais livre, se bem me lembro,
dealbar de uma nova era...

Então novo sol raiou
inundando Portugal
monolitismo deixou
ficou mais livre e plural.

Será que valeu a pena?
o que vemos hoje em dia'
vil metal  é quem ordena
temos nova tirania...

A velhaca austeridade
tão fria, tão amoral
expulsou a equidade
não há coesão social.

É urgente repensar
a europa e o país
alicerces abalar
é que o mal, está na raiz.

Novembro contém abril?
só vemos desilusões
só há desencantos mil
enganos e frustrações...

Novembro, te beijo a face
me abre teu coração
não deixes gente rapace
roubar mais esta nação!


J Leite de Sá - 25.11.2013




Hoje, dia contra a violencia doméstica, sejamos mais unidos, mais solidários e unamo-nos contra esta violência que vem de cima e dá cabo desta casa onde mora a família PORTUGAL!!!

segunda-feira, novembro 25, 2013

PARLAMENTO: NOVO VISUAL

                                               EU  TIVE UM SONHO...

Sonhei que a Dra Assunção Esteves  tinha mandado construír um muro envolvendo a assembleia da República. Não, não era um novo muro da vergonha, nem um muro das lamentações como aquele  onde os judeus deixam mensagens esperando que Deus as leia e lhes dê  encaminhamento adequado.

Era um muro de esperança, um muro da Verdade. No topo tinha uma estátua de bronze com um homem levando nos braços uma mulher nua. Era Eça de Queiroz,  e a mulher nua, a verdade nua e crua, tinha o rosto da Dra Assunção Esteves.  Claro que o seio, nutrido e avantajado, não era o dela. Talvez o da Ana Malhoa , XL,   estilo satisfaz bastante, mas natural. As pernas, esguias e bem torneadas, ao estilo  das  da Catarina Furtado.  Enfim, Eça de Queiroz trazendo nos braços a Verdade.  E sorrindo, galhofeiro, com aquele bigode maroteiro, bigode chistoso... A estátua da República morreria de inveja...

Enfim, o muro era uma questão de segurança, sim, mas também um sinal de esperança . Esperança na Democracia, nos ventos de mudança que começam a soprar e fazem com que o povo suspire por dias melhores.

Com o vento da crise a assolar cada vez mais, não sei se este é um sonho impossível. Gostaria que não fosse. Que, de cabelos ao vento, a mulher nua nos braços do Eça, fosse a Verdade por que todos ansiamos. quem sabe, a Democracia adulta e responsável, que faz tanta falta a Portugal. 

domingo, novembro 24, 2013

Entrevista (ficção) a António josé Seguro...

__Como secretário geral do PS não se sente apagado pelas intervenções de Mário Soares? __Não, claro que não. Ele já não tem ambições políticas, por isso pode dizer alguns excessos, que eu não poderia cometer, e a ele ninguém leva a mal...

_-Acha que ele já está senil?
__Não, mas não sou adepto de certo populismo que apenas a idade avançada pode aglutinar...

__E José Sócrates? O que acha da sua cruzada mediática? Não o teme?

__Claro que não. Esse tem ambição a mais...  Espera que o factor tempo faça esquecer alguns pecados...

__Que fará então?
__Ele tem a secreta ambição de vir a ser PR.  Sabe que na área política onde se insere há muitos candidatos, Guterres, António Costa, António  Sampaio da Nova , Daniel Bessa, Fernando Gomes, daí que procure ser ouvido, muito embora corra o risco de estar a massacrar um potencial eleitorado que jamais esquece alguns erros de palmatória...

__Alguns, por exemplo?

__Olhe, não é segredo que o principal foi a nacionalização de BPN que abriu a porta a esta autentica caixa de Pandora. Quer se queira quer não   é o povo que está a pagar, embora indiretamente a pesada fatura...
Depois, há aquilo do Freeport   em que ele (e a própria Dra Candida Almeida...) ficaram muito mal na fotografia...Enfim, há mais, muito mais, e ele não sendo ingénuo saberá que as suas probabilidades são muito remoras...

__Mas ele é tão brilhante no seu protagonismo televisivo, ele gera simpatias, argumenta com fulgor, tem dinamismo...

__Sim, sim, nós sabemos que é assim quando não tem contraditório, tem na frente uma jornalista que está ali a fazer um frete. quando lhe surgir pela frente alguém com capacidade argumentativa, ele, com os rabos de palha que tem, será esturricado com facilidade...

__Que acha ao seu constante elogio a António Costa («o político mais popular do PS») será para lhe fazer ciumes a si?

__Olhe, o António Costa é suficientemente inteligente para saber que aqueles elogios, vindos de onde vêm, são muito perigosos...e estará atento, não tenho dúvidas. 

Nota final: Isto é pura ficção. Qualquer semelhança com a realidade concreta é pura coincidência.

sexta-feira, novembro 22, 2013

MANIPULAR, MANIPULAR... ELEIÇÕES...

http://visao.sapo.pt/ascensao-e-queda-de-passos-versao-20=f758352

Um universo tentacular onde a intriga, a manipulação e a sede de poder se misturam num cocktail explosivo!

Isto é a democracia que temos?

Caminhamos para a ditadura da mediocridade, á custa da tecnologia e da farsa. Não ganham os melhores mas os que conseguem manipular melhor. a mentira dita tantas vezes por tanta gente (mesmo perfis falsos como Judas...) cria a chamada opinião pública.

George Orwell tinha razão. Sócrates, Passos Coelho e Relvas e são a prova disso tudo!

Eu conhecia bem o manipulador Menezes e os seus tentáculos (marionetas...) no JN. Agora a VISÃO desvenda um universo cada vez mais denso e perturbador.

Só lendo e meditando...

FRASE CERTEIRA E OPORTUNA...

«Pessoas benfeitoras da Igreja abrem a bolsa e dão para a Igreja, mas com a outra mão roubam o Estado, os pobres. Isto é uma injustiça. Isto é levar uma vida dupla.»


Tem razão Sua Santidade.  E o pior, nós bem sabemos, é que os ladrões do Estado ficam com a parte de leão e fazem ofertas ridículas se comparado com o que auferem...

terça-feira, novembro 19, 2013

O Abominável César das Neves


Papa Francisco, tu que pregas agenerosidade, o espírito magnânimo, que apelas a uma solidariedade com os pobres e os mais desprotegidos, anda cá, anda cá ver isto!!!
Vemos a opulência, o fausto,  o culto do supérfluo em tantas manifestações mundanas, enquanto que grande parte das populações vivem de forma miserável, vítimas de um neoliberalismo selvagem, alicerçado nos mercados financeiros agiotas e especuladores que tudo destroem à sua passagem qual tsunami devastador.

Tu vês e criticas este status quo. Mas há quem, navegando nas águas beatas e hipócritas de um mar clerical pestilento e abominável, se preste a dar caução a este ideário fautor de injustiças sem conta, de desigualdades gritantes. Há quem, sabendo que não há almoços gráris__ tudo tem um custo, grande ou pequeno__ se preste ao papel de sabujo e lacaio do grande capital opressor, contribuindo para que nem uma cheta chegue às algibeiras dos mais débeis, para que nem sequer possam pagar almoços...

Enquanto tu, Papa Francisco I te insurges contra os branqueamentos e lavagens de dinheiro sujo, fonte de fugas ao fisco e roubos à comunidade, procurando dar força a uma maior equidade fiscal, enquanto tu procuras corrigir os excessos dos beneficiários deste sistema injusto e gerador de tremendas misérias, procurando canalizar esses excessos para os mais oprimidos, mais débeis, mais necessitados, há quem, pelo contrário, procure esmagar ainda mais os pobres, acusando-os até de serem os fautores das injustiças sociais e dos descalabros financeiros reinantes. Segundo o abominável César das Neves, «petit nom» de um  professor catedrático  que passa a vida a perorar nos púlpitos mediáticos (consta que se cobra a peso de ouro...), o aumento do miserável salário mínimo será um crime!!!

Nada diz quantos às reformas milionárias de alguns abomináveis homens da banca ou administradores de grandes empresas da distribuição, da alta finança, ou até dos boys que ainda de cueiros vão acolitar ministros,  como especialistas, quando não percebem nada de nada, limitam-se a receber os pareceres de sociedades que se cobram de forma milionária... esses sim, os grandes especialistas... na arte de defraudar as finaças públicas e canalizar fundos para paraísos fiscais...

Este Abominável faz figura de urso, mas sorri, sorri com o esplendor dos cipaios (aquela tropa da Índia que massacrava o povo  indígena a favor dos exploradores coloniais ingleses...),  e, certamente,  faz chacota dos princípios éticos, morais e civilizacionais que Vossa Emionência Reverendíssima proclama e por que se tem batido de forma tão galharda e corajosa. 
Esta alimária, de forma asnática e estulta, tem bolçado teorias bacocas destinadas a justificar e até santificar as tremendas injustiças que grassam nesta sociedade portuguesa de forma insana. Precisamos de saneamento financeiro sim, mas tambem de um saneamento ético, moral, civilizacional, acima de tudo. Os alicerces mentais do status quo estão neste tipo de discurso opressor, vilipendiador, que é a causa das iniquidades com que nos defrontamos. Em vez de criticarem a corrupção e os desvios iníquos, santificam os corruptos e diabolizam o povo miserável!
É preciso consumir menos, é verdade. Diminuír, na medida do possível,  a massa salarial no subsector Estado. Sim, é óbvio, ninguém de bom senso o contesta. Mas como?
Aí é que está o busílis.
Esmagando ainda mais os que já estão de rastos? Claro que não. Aumentando a progressividade fiscal de forma mais eficaz de modo a gerar mais equidade, mais justiça, mais bom senso. Diminuír a massa salarial à custa dos já de si miseráveis é um miserabilismo mental digno de comiseração!!!

Valha-nos São Francisco de Assis. Que esta BESTA chamada Abominável das Neves seja banida da comunicação social pois o seu cheiro pestilento é nauseabundo, vai conspurcando as mentes LIVRES deste país digno e honrado.

E tu, Papa Francisco, manda-lhe um puxão de orelhas, pois bem merece!
Qualquer dia os mentecaptos que neste momento afundam Portugal ainda lhe dão uma condecoração com o nome de Cristo!!!


J. Sá
(politólogo)

segunda-feira, novembro 18, 2013

Entrevista com um futurólogo: PIKO...

http://rouxinoldebernardim.blogspot.pt/2011_01_01_archive.html


Ele
aí está de novo com revelações empolgantes. Ele é futurólogo. Previu com muita antecedência a chegado do FMI como poderão ler acima. Tem uma vasta cultura nos domínios da ciência política, da meteorologia, da cibernética, da macroeconomia, da demografia. Enfim, é aquilo a que dantes se chamava um sábio...A minha querida amiga Maria Romão trata-o com desvelo e carinho. Ele retribui-lhe a generosidade. Enfim nós, seres vivos, animais e plantas somos todas criaturas de Deus e devemos dar-nos como irmãos. Contudo, bem sabemos que assim não é. O Protocolo de Kyoto ficou por cumprir e o clima está a ameaçar-nos cada vez mais. Os tufões, os tsunamis e terramotos sucedem-se e não aprendemos nada.
Após este intróito vamos ouvir o Dr PIKO:

__Dr, qual foi o acontecimento mais marcante de 2013?
_-Olha, meu caro, vou falar de um sermão que os portugueses não souberam apreciar. O Sermão de Rui Machete aos mercados, uma obra prima a ombrear com o Sermão de Santo António aos peixinhos.

__Não conheço, não ouvi, conte lá Dr PIKO... sou todo ouvidos..

__É genial aquela tirada em que ele diz:«Ilustres divindades plutocráticas, vos respeito mas não vos venero, sei que sofreis de especulatite aguda, abusais da ganância e do agiotismo, contudo, peço-vos que não mateis esta galinha de ovos de ouro chamada Portugal. Baixai os juros para a casa dos quatro por cento, pois aí atingireis dois objetivos: garantireis a sustentabilidade da dívida portuguesa e não correreis o risco de um colapso com pedidos de perdão parcial da dívida, o que seria prejudicial para a vossa rendibilidade futura...Não apelo à vossa comiserção, à vossa piedade, mas sim ao vosso bom senso, à vossa racionalidade, ao vosso interesse também...»

__Isso onde foi?
__Foi na longínqua India, mas como estamos na aldeia global toda a gente ouviu. Em Portugal ninguém compreendeu a maturidade intrínseca deste sermão. Foi pena..  Temos um provérbio que justifica essa incompreensão..
__Qual é?!
__«Santos da casa não fazem milagres....».

_-E quanto ao futuro, que nos reserva 2014?

__Vai haver um problema no Vaticano; este Papa Francisco I está a gerar muitos anticorpos e as máfias irão desencadear um golpe de surpresa. Contudo Nossa Senhora de Fátima vai salvá-lo...como é já tradicional.
__E em Portugal, algo de especial?
__A nível político haverá uma grande metamorfose. Surgirá alguém que se dirá mais sério do que Cavaco Silva e deixará os portugueses boquiabertos. Depois disso nada ficará como dantes...
__E no desporto?
__Algo de brilhante se passará num desporto individual. No futebol rebentará mais um escândalo que abalará o país.
__E nos domínios da meteorologia?
__Portugal será vítima de calamidades que poderiam e deveriam ser evitadas por falta de planificação. Continuaremos a chorar sobre leite derramado. Os portugueses só se lembram de Santa Bárbara e São Jerónimo quando troveja. É tarde demais...

domingo, novembro 17, 2013

Celine e Tony Carreira: «Sous le vent»

http://www.vidas.xl.pt/noticias/nacionais/detalhe/tony_carreira_convidado_de_celine_dion.html

Celine Dion convidou Tony Carreira para o seu programa cantando uma célebre canção «SOUS LE VENT»

A partennaire não é a própria Celine Dion, contudo é de augurar mais um êxito. Senão vejamos esta parceria:
http://www.youtube.com/watch?v=brSJkgeHZIc

sábado, novembro 16, 2013

Será que Passos desceu tão baixo?!!!

http://www.dn.pt/inicio/opiniao/interior.aspx?content_id=3534149&seccao=Fernanda C%E2ncio&tag=Opini%E3o - Em Foco

Zangam-se as comadres sabem-se as verdades...

Fernanda Câncio fala numa campanha negra usando perfis falsos no facebbok e a net como rede mortífera para destruir o governo PS e alçapremar Passos ao podium do poder.

A ser verdade, e há gente a confirmar esta tese «negra», Passos corre o risco de ter um enterro igual a Sócrates... Esta «petite histoire» ainda vai dar muito que falar!!!

                                                      PARA MEMÓRIA FUTURA

sexta-feira, novembro 15, 2013

MARTE: o antes e o depois...

http://hortadozorate.blogspot.pt/2013/11/video-mostra-como-era-marte-ha-4-mil.html

Será que a Terra também vai ficar desértica? Estaremos no início do fim do planeta?
que temos feito para evitar a degradação do clima? Estaremos a cavar o desastre ecológico do planeta?

quinta-feira, novembro 14, 2013

Enterrado vivo... mas salvou-se...

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/MundoInsolito/Interior.aspx?content_id=3528991

quarta-feira, novembro 13, 2013

A novela do orçamento 2014...

Recessão, mais recessão,
Dívida sempre a crescer
Um povo a água e pão
Corre o risco de extinção
À fome... tem de morrer...

Um é Branco, outro Maduro...
Só zurrapa, fraco vinho
Ingénuos em estado puro
Geram sempre mais um furo
No cinto do Zé Povinho.

Só a triste austeridade
Investimento a falhar
A corrupção à vontade
Corruptos em liberdade
Nos jornais sempre a palrar.

Um orçamento sem alma
A montanha... da ilusão;
Ao povo, só pedem calma
Os barões levam a palma
A fatia de leão.

A banca é só corrupção
E o povo paga a fatura
É tão leve a punição
A lei protege o ladrão
Que o país jamais tem cura!

J. Leite de Sá
Novembro 2013

segunda-feira, novembro 11, 2013

O Princípio da confiança...


Não, não vou falar no orçamento de Estado ou no papel do tribunal constitucional.  Vou falar em Paulo Bento e no play-off que se aproxima para o mundial de futebol no Brasil.

Paulo Bento tem mudado pouco e mantido, contra ventos e marés, a espinha dorsal da equipa. Bom? Mau?

Em parte manter o mesmo esquema e as mesmas pedras pode ser garante de estabilidade. Todavia, independentemente da confiança que se tem num dado jogador, há que olhar para o seu momento de forma. Há peças que precisam de ser mexidas para uma cura de humildade, nalguns casos, ou recuperação física ou anímica noutros.
Vejamos:

Rui Patrício atravessa uma fase difícil e já deu que falar na selecção e agora no Sporting também.  Aquele passe a um avançado que deu um golo a Israel afetou-o imenso. No Sporting Benfica da Taça, ele falhou rotundamente ao saír ao cruzamento que deu o golo de cabeça a Cardozo (estava tão longe que não deveria sair de entre os postes... foi infantil e apanhado a meio caminho...); no último golo do Benfica, então nem sequer me quero pronunciar e vou usar um eufemismo: foi infeliz...

Eduardo também não está  muito feliz no Braga. Talvez Beto seja a aposta mais digna de confiança neste momento.
A Suécia vive um pouco à sombra do gigante Ibraimovich. Subestimar isto é um pecado grave.  Da mesma maneira que eles procuram eclipsar Cristiano Ronaldo com dois defesas tipo carraça, também devemos usar igual metodologia com Ibraimovich. Temos um José Fonte em Inglaterra num excelente momento de forma e Rolando no Inter de Milão  que poderão dar um jeito enorme. No lado esquerdo, Coentrão lesionado, quem o irá substituír? Antunes tem deixado muito a desejar...

No meio campo, médio criativo temos o João Moutinho que precisa de alguém mais rápido, mais pujante, o Miguel Veloso é lento, muito lento, para a pedalada dos suecos é completamente desaconselhável. Adaptar o central  Neto? é um risco, mas uma hipótese bem plausível pois é tecnicamente muito rico e de uma velocidade implacável no um para um, muito embora sem grande porte atlético.

No lado direito o João Pereira é excelente a atacar mas a defender é um desastre, sobretudo com a passada larga dos suecos  ele em velocidade será batido com grande facilidade. Não oferece a mínima confiança. Terá de haver alguém rápido e forte para o dobrar pois aquele buraco será o calcanhar de Aquiles bem evidente.

No ataque Cristiano deve jogar com liberdade de acção, percorrendo a frente de ataque, tabelando com os médios, avançados ou laterais para criar confusão nas hostes adversas. Amarrá-lo, acantoná-lo à esquerda é a coisa mais estúpida que se pode fazer, é cortar as asas ao seu poder criativo. Nani é outro jogador criativo, talvez o mais capaz de dar água pela barba aos suecos.

Hugo Almeida é lento, muito lento. Postiga sabe tabelar, mexe-se bem, mas falta-lhe cabedal para enfrentar aquela muralha de  feras endiabradas. Talvez Éder possa ser uma surpresa: tem poder de choque, capacidade de perfuração, poder de briga na área.

Falta um jogador com velocidade de pernas e sentido prático para fazer a ligação defesa ataque. Tarantini do Rio Ave seria uma mais valia mas nem sequer foi convocado. Um jogador destes não pode ficar esquecido, é imperdoável ninguém ver este diamante em potência. 
Parece impossível ainda não ter sido convocado o guardião da Académica  que está num momento de forma muito bom.

Oxalá Portugal elimine os suecos, contudo, o clima de confiança transmitido pelos eleitos (alguns) de Paulo Bento não é o melhor.  Aqui deixo alguns alvitres que poderão ser aproveitados se houver boa vontade e espírito de justiça...Bem hajam e boa sorte para todos.

Carta aberta aos mercados...



Srs Mercados.

Ouço falar tanto em vós que, com o devido respeito e consideração, resolvi escrever-vos esta carta na esperamça de que chegue até vós. Sei bem que as pessoa simportantes são sempre encontradas. ainda me lembro de ouvir o Dr Narana  Coissoró  (meu amigo neste tertúlia facebookiana...) que o seu pai era tão famoso e os correios de então tão eficientes que alguém escreveu de Portugal uma carta ao juiz  Coissoró, Estado Português da Índia, e ela lhe chegou às maos!

Assim, sem saber quem sois, onde morais, qual o vosso endereço eletrónico, aqui vai esta mensagem.

O povo anda aterrorizado convosco, dizem que vós mandais em Portuggal neste momento, até a Troika vos teme. Contudo, vós estais mal informados. quem controla a informação em Portugal é uma «troika» constituída por Belmiro Azevedo, Soares dos Santos e   Américo Amorim.  Essa «troika» dispõe do controlo do quarto poder, a informação. É ela que escolhe os governantes, os deputados, os comentadores televisivos. quem quiser hostilizá-los fica marginalizado, ostracizado, lançado  no abismo...é o meu caso.

E a informação que vos chega é sempre filtrada por essa «troika» que enriquece dia após dia enquanto o povo empobrece, cai  na miséria mais aviltante!

Srs Mercados,

A informação que vos chega __por via dessa informação viciada, tenebrosa, vendida, capturada...__ é que o povo consome mais do que produz...
Mentira repugnante. Quem consome mais do que produz são essas entidades constituintes da «troika» que fazem o que querem e ninguém lhes faz frente, por medo, cobardia, oportunismo...

Os da «troika» continuam a enriquecer dia após dia, o povo, esse , continua sem poder produzir, sem trabalho, sem poder expandir-se, tolhido pelos tubarões que tudo controlam, tudo asfixiam, tudo devoram..

Vampiros é o termo que se deve aplicar a  essas criaturas.  O governo nem lhes toca. Quer punir os pobres diabos que descontaram uma vida inteira na mira de uma reforma, mas os governantes, quais cipaios da ominosa Índia de antanho, em vez de cortarem as gorduras aos vampiros, atacam os pobres, os miseráveis, os deserdados da sorte...

Srs Mercados,

Tende  atenção a isto. Vede com olhos de ver esta situação aberrante, aviltante. Os vampiros engordam, multiplicam-se à custa de um povo escravo, asfixiado com impostos e castigado com chicotadas verbais dos governantes-lacaios-da-toika  que acusam o povo de «piegas»...

Apontai o dedo aos verdadeiros responsáveis da crise: a «troika» e seus governantes-cipaios-lacaios...

sábado, novembro 09, 2013

O que dirá o Papa João Paulo II...

Talvez lá com os seus botões, o papa João Paulo II, acariciando a face de Carolina Salgado, então primeira dama azul e branca, possa estar a ciciar:

__Minha querida Carolina, aqui vou deixar a marca das minhas mãos generosas e magnânimas, creio que  o pecado da carne está na mente das pessoas perversas, tu, creio que ainda serás um símbolo. Não muito distante virá um tempo, tempo sem preconceitos nem chavões, em que o próprio erotismo será uma virtude e a própria sexualidade uma dádiva generosa do Criador... Deus te abençoe...



(PARA MEMÓRIA FUTURA)

quinta-feira, novembro 07, 2013

Aguiar Branco, um reparo...

Ainda me lembro dos rasgados elogios tecidos por Sá Carneiro ao líder sueco e à social-democracia sueca, pela qualidade de vida, pelas liberdades, pelo civismo e sentido de Estado.

Dizia-se __ e com razão__ que os suecos pagavam muitos impostos mas que isso tinha reflexos no serviço de saúde, estatal, amplo e quase gratuito, nos transportes, com qualidade, com eficiencia e a preços reduzidos.

Sempre tive a noção de que totalitarismo era ausência de liberdades, repressão,  tortura e desigualdade de acesso à justiça, à saúde, à educação. Esta noção ainda é partilhada por muita gente de bem senso, gente bem formada.

Quanto ao peso do  Estado na economia, é apenas uma opção económica, ideológica, nada tem a ver com totalitarismos... O Chile de Pinochet ou o Brasil dos generais tinha a economia privatizada, o setor privado era hegemónico, mas eram regimes totalitários  por causa da ausencia de liberdades fundamentais.

A Suécia de quem se dizia ser um paradigma social-democrata tinha um serviço estatal hegemónico, capaz de dar satisfação a toda a comunidade, permitindo um serviço privado, supletivo, um nicho de mercado destinado a elites.

Agora, este reprodutor de alguma cassete  mal digerida, vem acusar a social-democracia sueca de ser totalitária!!! Acusar por analogia, como é óbvio...

O Estado deve garantir as necessidades básicas fundamentais, na medida do possível, satisfazendo carências públicas e permitindo, em certos domínios, que o setor privado possa coexistir . Isso é a liberdade mais genuína.  Contudo, privilegiar o setor privado, à custa dos contribuintes, isso nunca!

Agora pôr o ensino privado a competir (com excessivo e perigoso patrocínio estatal, sobretudo em tempo de vacas magras...) com o ensino público, desaproveitando as potencialidades públicas é um gasto excessivo para os contribuintes já de si sobrecarregados com abusos de toda a ordem por parte dos gestores do Estado...

E quem diz para o ensino diz para a saúde. Há muitas instituições privadas sugando de forma parasitária o próprio Estado, lesando o erário público e obrigando os contribuintes a pagar um preço altíssimo por este desvario. Parcerias feitas de molde a lesar o Estado, não correndo riscos de espécie alguma pois há sempre uma almofada protetora da parte do Estado, contratualizações leoninas sempre lesando uma das partes (o Estado) e não deixando margem para risco da parte dos privados, dando azo, isso sim, a lucros fabulosos e ilicitudes pouco transparentes, como se tem verificado amiude,  é algo de patológico e nada consentâneo com o clima de austeridade vigente para os cidadãos comuns, para os contribuintes tão sacrificados.

Por tudo isto, senhor Aguiar Branco, vá pregar as suas litanias para outra paróquia porque estes paroquianos já não dão para o seu peditório... Cassetes, cassetes, estamos fartos  delas e temos pago bem caro por isso...Precisamos, isso sim, de cassetetes para os políticos estultos que não sabem discernir ou digerir convenientemente as cartilhas que lhes impingem

quarta-feira, novembro 06, 2013

Haja consenso!!!

O PR apela ao consenso. Tudo bem, tudo natural, tudo compreensível.  Os mercados querem-no, anseiam por ele. As agencias de rating também.
Todavia eu pergunto:

Onde estava este PR quando foi preciso aprovar o PEC IV?! -Disse de forma tremendista que já se tinha atingido o limite dos sacrifícios!!!

O resultado foi este desastre  a que assistimos agora.  A culpa é de vários agentes (externos e internos, como é óbvio). Não sou ingénuo a ponto de o culpar a ele exclusivamente, mas é um dos maiores responsáveis,  isso é.

Sócrates teve culpas, muitas culpas no cartório, não há que esconder. Cavaco Silva, teve  responsabilidades gravissimas, quer quando primeiro ministro, quer como supremo magistrado da nação.
Quando Sócrates pediu um consenso governamental que fez ele? Incentivou-o? não, assobiou para o ar... é óbvio que não dependia exclusivamente dele, mas podia ter feito mais.
 Agora vemos o país a ser governado de forma atabalhoada, as peripécias estultas bem elucidativas. Pagamos loucuras para manter submarinos que já deviam ter sido vendidos pois o país não está em condições de suportar gastos parasitários em tempos de vacas magras, e estes «brinquedos caros» no dizer do embaixador americano,  são apenas mais achas para a fogueira do nosso miserabilismo galopante...

O ensino privado é um sorvedouro imparável de dinheiros públicos e quiçá fonte de enriquecimentos ilícitos que só não são aprofundados por haver um respaldo político óbvio.

 O ensino público, subaproveitado, vilipendiado, lançado às urtigas,  é um parente pobre caído em desgraça... Cavaco nada vê, nada diz, quer consensos nesta irresponsabilidade? Quem pode dar cobertura a esta manta de retalhos, este entretecido neoliberal mais apropriado para países em abastança do que o estado em que nos encontramos. Liberdade sim, mas nunca à custa do abastardamento do serviço público (ensino, saúde), mais parecendo que o negócio privado prospera na razão inversa da ruína do serviço público... Só um cego  o não vê tal  o despautério óbvio  e o destrambelhamento evidente.

O país é um barco por calafetar e cada vez que se retira água ela continua a entrar pois o que há mais são rombos no casco...
 O PR já não é um provedor dos portugueses como se autoproclamou em tempos, é o provedor, isso sim, de uma clique parasitária que imbuída de um espírito de narcísico e patético nonsense se quer promover a si e aos seus, não se preocupando com os danos colaterais provocados por essa irresponsabilidade, esse imaturo discernimento, essa  ilusória e falaciosa forma de fazer política.

E vai ser o TC o bode expiatório, __se quiser ser coerente e patriótico recusando liminarmente alguns propósitos lesivos da confiança que deve existir nos pressupostos legais (e que não existem de todo...)__ levando este governo ao bater com a porta, mais tarde ou mais cedo, pois é insustentável tanta ligeireza, tanto amadorismo, tanta falta de escrúpulo na gestão da coisa pública...

Só um governo de salvação nacional __ sem se preocupar com eleitoralismos...__ poderá levar o barco a bom porto. António José Seguro,  pese embora a sua pureza de intenções, não tem arcaboiço para arrumar a casa  tal o desnorte e o clima de indisciplina a que se chegou. Não há supervisão eficaz, há leis de tal forma feitas que são um convite à fraude, ao suborno, à delinquência sistemática: o crime compensa! Não, não sou só eu que o afirmo alto e bom som, isto é dito por pessoas idóneas, bem conhecedoras de casos onde esta evidencia é flagrante.

Cominações de tal forma suaves que as leis deixam de ser exequíveis!!!


Este PR tão míope, tão ingénuo, tão paradoxal (o que é insustentável hoje já é sustentável amanhã, tudo dependendo de quem lidera...),  ainda não percebeu que só a demissão dele próprio poderá avançar para uma reforma do Estado a sério, com cabeça tronco e membros, com uma política planificada e estruturada de forma sã, com gestão criteriosa e racional, de molde a fazer saír o país do pantanal, calafetar o barco  que tem rombos  visíveis pelo mais simplório  dos cidadãos...

J. Leite de Sá

5.11.2013

segunda-feira, novembro 04, 2013

Menezes, o purgante...

Menezes quer purgar o PSD. Diz que quer expulsar os militantes que o criticaram. Ele quer fazer uma purga urgente no partido. E se ele se purgasse a si próprio?

Vejamos:
1- Assustou os mercados ao dizer que ia fazer mais tuneis e pontes sobre o douro, atiçando as chamas do despesismo, lançando achas para a fogueira das obras faraónicas sem rentabilidade imediata no tecido económicosocial, servindo apenas para saciar os apetites de um lóbi bem conhecido que lhe pôs a mão por baixo em Gaia...

2- Lançou, durante a última campanha para as legislativas, um labéu obscuro sobre o CDS no tocante aos submarinos, sem concretizar, sem ir ao ministério público fornecer dados concretos..

3- Lançou críticas (farpas mesquinhas) ao líder social-democrata do Porto (Rui Rio) por ser comedido nos festejos sanjoaninos e por não ir muito em futebóis: Sabe-se que os futebóis em Gaia deram votos mas contribuiram fortemente para a labareda despesista...

4-  Diz que houve uma campanha jornalistica contra si, mas foi precisamente o contrário: sobretudo o JN
 fez uma campanha desonesta, não isenta, não imparcial, dando-lhe mais espaço ao longo dos últimos meses do que a todos os restantes candidatos. Sobretudo a rampa de lançamento foi  de tal forma excessiva que houve queixas públicas dessa parcialidade notória em detrimento de todos os outros candidatos. Soube-se que houve uma factura de mais de meio milhão de euros paga pela camara de Gaia ao referido jornal. Num curto espaço de tempo (seis meses) o JN embolsou grossa maquia em publicidade, o que nos remete para comportamento similar na Madeira, onde as pessoas começaram a punir eleitoralmente tais metodologias. Os cidadãos do Porto, tal como os da Madeira puniram exemplarmente tais métodos...

Mais, muito mais haveria a dizer, sobretudo por ter convidado e desconvidado um candidato para Gaia o que deu azo a uma divisão cujo responsável foi V. Exa, redundando numa derrota perfeitamente evitável para o PSD. Ora, v. Exa perdeu duas camaras: a do Porto e a de Gaia!!!

Por que não tem a dignidade de abandonar o partido que prejudicou de forma tão flagrante?
Em vez de por o dedo acusador nos outros, faça um exame de consciência e assuma as suas graves responsabilidades, pedindo a demissão. Seja ao menos uma vez honesto consigo próprio, com a sua consciência, com o partido que o apaparicou sempre em tudo  e que lesou de forma tão gravosa e irresponsável.
Não tem coragem? 

J. Leite de Sá
militante da cidadania

Será que Marinho e Pinto tem razão quando fala na corrupção jornalística? então a carapuça vai inteirinha para o JN de  Tavares, o responsável por esta conduta parcial, não isenta.

http://www.jn.pt/opiniao/default.aspx?content_id=3513037

domingo, novembro 03, 2013

REFORMA DA IGREJA...

A Igreja Católica está em profunda transformação. Deitando para trás uma postura cupulista,  falando ex cathedra, todo poderoso na sua infalibilidade, este Papa, Francisco I, adopta agora uma atitude democrática. quer saber o que pensam os católicos sobre: aborto, homossexualidade e divórcio...

Em vez de ser ele a ditar, quer ouvir, auscultar as bases, para,  certamente após diálogo com Deus (o superior hierárquico... omnipresente), dizer o que é pecado ou não...

Mudam-se os tempos mudam-se as atitudes. Será que vai ser compreendido pelos fiéis, sempre habituados a ouvir e calar, a obedecer cegamente aos ditames papais? No pressuposto  de  que eram ordens de Deus através do seu legal representante?

Este Papa Francisco I nunca disse: «Raramente me engano e não tenho dúvidas...».

Ele tem dúvidas e quer dissipá-las auscultando o povo de Deus. Na esteira dos romanos que já diziam:« A voz do povo é a voz de Deus...» 

A minha dúvida é esta: «Como reagirá Deus aos resultados da auscultação às bases?»

Dantes os profetas escreviam inspirados por Deus, não consultavam o povo, nem diziam que o seu poder advinha do povo, mas sim de Deus... e o povo acreditava cegamente e cumpria todos os mandamentos...

Será que esta inversão vai ser compreendida, não irá ser considerada uma medida populista?