rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

segunda-feira, fevereiro 28, 2011

Será oportuno agora?!

Numa altura em que a crise no norte de África promete alastrar e degradar a conjuntura económica graças à subida do preço do petróleo (com reflexos nefastos nas transportadoras aéreas... e afins) o governo vai privatizar a TAP. Por que não fez o ano passado?!
Se não der grande resultado, se o encaixe não for animador, será que a próxima vítima (o próximo anel...) será a CGD?!

E se Angela Merkel não conseguir aquilo que se pretende?!
Será que tarde e a más horas lá iremos para os braços do FMI?

Wikileaks sobre Portugal

O expresso publicou material secreto sobre o embaixador americano em Portugal. Foi obtido através do célebre WikiLeaks.
O que diz sobre o negócio dos subamrinos é o que toda a gente de bom senso aqui em Portugal tem dito. Negócio ruinoso para o nosso país, «brinquedos caros» e não importantes para todos nós.
O ministro da defesa Severiano Teixeira é mimoseado com epítetos pouco lisonjeiros.
Contudo, sejamos realistas: é verdade!
A transparência aplaude-se. O país precisa de saber estas coisas.
Há uma percentagem demasiado elevada de generais atendendo ao número de soldados existentes. É a mesma pandemia das «chefias» na função pública.
Chegámos aonde chegámos à custa destes pecadilhos que degeneraram naquilo que todos sabemos e lamentámos.
O país precisa de uma viragem a todos os níveis. Uma barrela na justiça, nas forças armadas, na função pública, nos órgãos mediáticos.
Será que o tsunami que vem do norte de África vai chegar a Portugal?!
A dívida externa é como uma bola de neve e o governo esconde muita coisa. Será «vergonha» pedir o auxílio do FMI ou vamos ficar reféns da volatilidade e da especulatite aguda dos mercados?!
Esta demora, esta situação de compasso de espera, a ver se a Europa dá um jeito (ninguém acredita nisso pois é um mecanismo moroso e hiperburocratizado, que exigiria um amplo consenso...), vai devastando a já de si depauperada situação financeira do país. Portugal sofre. Alguns ganham com isso. Mas são poucos, muito poucos...
Sócrates, em banho maria (ou banho José) vai levando o país à ruína. E ninguém tem a coragem de lhe dizer .

sábado, fevereiro 26, 2011

PORTUGAL, MAIS ÓRFÃO DE ABRIL

Quando eunucos e vampiros andam outra vez por aí, quando a poesia se reduz à vacuidade e à subserviência, o neoliberalismo prospera. Há um cordão umbilical entre a poesia e o sentimento popular quando ela fala ao coração da gente, sente o que a população sente, vibra com o que faz preocupar ou exaltar o povo.
Zeca Afonso falava para animar a malta. Eunucos premiados pelo poder financeiro, de braço dado por aí, num reumatismo cultural que tem muito significado: o sistema precisa de uma cultura servil, prestável, sem sal nem fel, enfim... sem alma!
Em homenagem ao baladeiro imortal, que se hoje fosse vivo continuaria a ser marginalizado e ostracizado como o foi (antes do 25 de Abril, sobretudo...) por dizer verdades que era preciso dizer...
Hoje, os vampiros dão cabo da economia, atrelam a justiça para não sofrerem retaliações e patrocinam a cultura oca, gongórica, insípida... mas que não hostiliza o sistema, para se arvorarem em mecenas... Enfim clones de Al Capone andam por aí... nas câmaras municipais, nos governos, nalgumas fundações...

Portugal esvaziado
de alegria e dignidade
da alma foi expurgado
recorre à mendicidade.

P'lo mundo, chapéu na mão,
mão estendida a pedinchar
milhão atrás de milhão
p'ra vampiros engordar.

Levanta-te Zeca e canta
uma balada sem medo
Portugal não se levanta
morrendo... diz-se... em segredo...

Esta poesia vendeu-se
não hostiliza o poder;
prostituiu-se, perdeu-se,
só botas sabe lamber...

Engraxar o mecenato
à cata do prémio fútil
ao poder faz vénia, ornato,
gongórica, oca e fútil...

Esta poesia de agora
tão abstrata e tão senil
Zeca, é p'ra deitar fora
não chega aos pés da de Abril!

Banca, casinos-vampiros,
com eunucos mão na mão,
gente vil, ocos suspiros,
reumático em profusão!

Faz falta animar a malta
cada vez é mais premente
a corrupção está em alta
Portugal anda doente.

Há que erradicar o mal
do regime democrático
vampiros no pedestal
formam bando cleptocrático...

Há poetas lambebotas
esta gentalha engraxando
autênticas anedotas
ao poder vil ajoelhando...

Poetas sem sal, sem fel,
da corte bobos servis,
recebem em troca o anel
o anel de ouro e rubis...



Nota: se falo em «corte» refiro-me ao termo em sentido amplo. Pode ser uma autarquia, um clube, uma capela qualquer...o que mais há são capelinhas a servir de corte... e cotesãos bajulando os dadores de prémios é um fartote...
Há poesia que é como a droga:ver aqui os seus efeitos...

Marcadores:

MASSACRE DE CIVIS, hoje na Líbia!...

Kadhafi enlouqueceu de vez?!
A ONU já condenou por unanimidade este hediondo massacre de civis!
Até onde pode este louco continuar com impunidade?!

O recurso a mercenários pagos a peso de ouro é outro golpe do ditador. A união europeia nada diz?!

Marcadores:

Berlusconi o rosto da corrupção todos os níveis...

Quem o aplaude sabe que tem poder para distribuír beneses pelos amigalhaços e amigalhaças.
Usa o vil metal como um midas da era moderna. Orgias faustosas nas suas mansões envolvendo menores e prostitutas, contactos com o mundo do crime organizado tudo se aplica a esta criatura que tem persistido no poder apesar das manifestações gigantescas e dos ataques de vários sectores oposicionistas.
Rodeado de gente de perfil mercenário e venal sempre conseguiu levar a bom porto a sua nau. Mas tudo tem limites. O machismo exacerbado (quem não se recorda daquelas deputadas ao parlamento europeu, tudo gente de boa imagem e pouco miolo...) tem nele um cultor exímio.
Fugas ao fisco, controlo férreo do seu império na informação, testas-de-ferro em todos os locais estratégicos do aparelho de Estado, suborno a magistrados, há todo um rol de manobras que fazem José Sócrates parecer um menino de coro ao pé dele...
É esta a democracia que temos na Europa. Até ver...

Será que o vento da libertação que vai assolando o norte de África vai atingir Itália?!

Há que esperar para ver...

sexta-feira, fevereiro 25, 2011

Vale e Azevedo e Julien Assange...

A justiça, no Reino Unido anda de gatas também... olha para o vil metal como o girassol contempla o sol!

Veja-se o que se passa com o lider da Wikileaks que viu uma ordem de extradição para a Suécia ser aceite por alegado crime sexual! O crime foi ter aceite o convite para ir dormir a casa de uma amiga que se disponibilizou a ter relações sexuais com ele. De livre vontade, sem nada reclamar, nem se queixar na data dos factos.
Um pouco mais tarde, influenciada sabe-se lá por quem, resolveu dizer que ele não usara preservativo e que isso fora uma forma de agressão sobre ela!...
Ridículo, patético, digno de anedota!
No entanto, esta acusação teve pernas para andar porque bem sabemos que por trás disto estão os Estado Unidos e os problemas que têm sido causados pela divulgação de documentos secretos no Wikileaks.
Agora a justiça inglesa deferiu o pedido da Suécia e vai extraditar a criatura!

Em Portugal foi feito um pedido para ser extraditado o cidadão Vale e Azevedo que foi condenado e fugiu à justiça por crimes graves, confirmados em tribunal. Há muita gente lesada e o pedido de extradição continua a andar de Pilatos para Caifás, a passo de caracol, sem qualquer viabilidade de ser exequível pelo menos pelas aparências...
Como é possível esta dualidade de critérios?! Pulseira electrónica e prisão para Vale e Azevedo era o que se impunha se houvesse de fato equidade na justiça inglesa.
Anda muito dinheiro e poderosos interesses para que isto aconteça. É lamentável estarmos a assistir por esta Europa fora a cenas caricatas em que a justiça mais parece uma megera rasca do que uma senhora de bem.

quarta-feira, fevereiro 23, 2011

O monstro da Líbia...



Sanguinária criatura
Pela força alçapremada
Ao poder, em vão procura
Manter a plebe açaimada...


Terrorista dos mais vis
Vive à sombra do terror
Louco, massacra civis,
Hediondo ditador.


Fechar os olhos ao drama
É criminosa omissão
Ao ver isto, o mundo exclama:
«Os Kadafis prá prisão!»


É urgente destronar
Do poder o criminoso
O tumor... há que extirpar,
É letal, é ominoso!

Nota: Kadhafi ao telefone com o «irmão» Berlusconi: __Por cá está tudo bem!
Manda aviões militares bombardear populações civis nas cidades já «libertas» mas eles recusam e saltam em paraquedas...Há ordens que são tão loucas como os seus autores...

Marcadores:

terça-feira, fevereiro 22, 2011

BOCAGE, faz falta, esta República apodreceu!...


A justiça branqueadora
Protagonismo pretende
Indiscreta, a impostora
Ao poder... também se rende!
Um certo distanciamento
Ao poder, era prudente;
Mas vemos, sem fingimento
Uma atitude diferente.
Estranha promiscuidade
O povo sempre odiou
Já perdeu a liberdade
O poder a capturou.
Vemos cenas caricatas
Lambebotismos a eito
A justiça a andar de gatas
É feio, não é bem feito.
Verticalidade é treta
Justiça é imoral
Juízes usam careta
Careta de carnaval...
A cunha e o chapéu na mão
Imperam em Portugal
É rainha... a corrupção
Também reina... o vil metal!
Ética republicana
Fugiu, também emigrou;
República? Da banana,
Portugal se transformou...
Justiça ao poder servil,
Que nojo!, que indignidade!
Há que fazer novo Abril
O povo quer igualdade!
Nota final: «Os cidadãos são iguais perante a lei!» __alguém no seu perfeito juízo acredita?!
Até os juízes ridicularizam este conceito. E falam abertamente, sem sofismas!...

segunda-feira, fevereiro 21, 2011

Nova aurora desponta...


Menina, flor-ridente
No jardim da alegria;
Menina sol-nascente
Na primavera ardente
Abril-democracia...
Menina olhar sereno
Raio de sol brilhante
Nesse rosto moreno
Fresco, cheirando a feno
Rio-vida a montante.
Menina olha o futuro
Contempla o horizonte;
Um Portugal mais puro
P'ra todos eu auguro
Um novo sol desponte...

sábado, fevereiro 19, 2011

BLOGUE «Líricos do Campus»


Passei a colaborar no blogue coletivo «Líricos do Campus», onde uma tertúlia de amantes da escrita (e da boa gastronomia, também...) procuram soltar as amarras da criatividade, com ironia, salutar criticismo, em ordem a tentar minorar os danos que este ambiente depressivo-traumatizante que nos assola e nos leva ao declínio (não só em termos económico-financeiros mas também éticos, pedagógicos, deontológicos e até anímicos...) e já provoca náusea em todos os indígenas deste Portugal de Hoje.


Quem aqui costuma vir, lançar umas «bocas», também pode fazê-lo ali... a qualidade e a irreverência são uma constante!


Da graciosidade poética de um Figas, passando pela imaginação fértil temperada com o licor aromático da Filó, até aos bem elaborados argumentos da Rafaela, sem esquecer a Korujita com a sua eloquência «noctívaga», ou as sátiras chistosas do Mata, tudo se conjuga para um cocktail pluridisciplinar digno de nota. O Calçada e o Des Contente, com as suas críticas mordazes e as suas metáforas cáusticas, também dão corpo a uma orquesta que se pretende afinada mesmo não tendo «maestro»...


Não seremos certamente uns «Vencidos da Vida», que fizeram furor in illo tempore, mas procuraremos ser «Amantes da Vida», contribuindo com críticas construtivas para o despertar dos mágicos, a fim de tornarmos Portugal mais justo, mais equitativo, mais digno de ser vivido por todos e não apenas pela minoria faustosa e insolente que nos tem roubado, espoliado, menosprezado...
A esses não cantaremos hinos, não teceremos louvores, não entoaremos hossanas. A nossa consciência será a bandeira, a única bandeira que seguiremos nesta saga regeneradora...
Corruptos, «boys», traficantes de influências e afins que se cuidem...

quinta-feira, fevereiro 17, 2011

Relógio mundial

Há que observar e meditar... AQUI!

A caixa de Pândora?!!!

Alguns (boys e afins...) vão ficando com as cerejas. Depois, o povo que pague! contraem-se empréstimos, mais empréstimos, os juros subindo, subindo, quem vier atrás que feche a porta!



Um juiz curioso (ver aqui quem é ele...) quer saber por que motivos Paulo Penedos não quer que se destruam as escutas....em que José Sócrates é referenciado.

Será que se vai abrir a «caixa de Pândora»?

«Cumprir ordens», «cumprir ordens», será alibi suficiente?!
No julgamento do nazismo, em Nuremberga, não foi! Há que tirar ilações por cá!
O silêncio cúmplice, de alguns, irá também a julgamento...
O trigo precisa de emergir, já basta de joio...É preciso juízes com eles no sítio. A regra é o contrário!...Para mal de todos nós!!!

Será que o mandante vai assumir as suas responsabilidades ou chamar mitómano ao «BOY»?!
Engolir sapos é a missão de alguns paus mandados...
Nem todas as ordens devem ser cumpridas por quem tem escrúpulos...
Mas quem tem escrúpulos não sobe na hierarquia de um regime corrupto. Aos comissários políticos pede-se «pragmatismo» e alergia a éticas e princípios...
Ao chegar tão alto, já cumpriu ordens demais para alegar inocência! é que lá diz o povo: é tão ladrão o que vai às cerejas como o que fica a tomar conta...
Cada vez há menos cerejas. O povo é que paga a crise! Até quando!?

Marcadores:

terça-feira, fevereiro 15, 2011

O meu Dia dos Namorados!!!


A ansiedade devora, dizem os poetas. Devora e ajuda a emagrecer, direi eu. Já andava há mais de uma semana a pensar na melhor forma de comemorar a data.
Desta vez lá fui com ela. Ao Marinheiro, pois onde haveria de ser?! É lá que toda a fina flor vai. Por que não eu? Pé rapado também tem direito a um dia de excentricidade.
Eu e ela bem engalanados, mais ela do que eu, saborear um leitão e um champanhe francês de fazer crescer água na boca.
Cá fora, o meu carro, meio envergonhado, encabulado, olhando de soslaio para os Ferraris, os Maseratis e os Audis de nova geração. Ele, mal vestido, sem pedigree, mas digno e limpo. Vergonha é de roubar, digo-lhe eu, mas ele ri-se e discorda...
Mal entrei dei de frente com ele. Era o centro das atenções. Todos lhe faziam salamaleques. Até o presidente da câmara, agora sem bigode e com aquele ar de campónio, se vergava e beijava a mão da esposa, a «comendadora» como diz a populaça com ar de chiste.
Sim, era ele o centro, o alvo de todos os olhares, de todas as reverências, o comendador Avelino.
Pequeno e enfezado, mas cheio de virilidade económica, como gosta de dizer aos amigos, que é do que elas gostam. Perguntava com ar superior ao gerente, o pasmado Simplício: __Sabe qual é a coisa com cerca de 18 cm que as mulheres mais apreciam no homem?!
Simplício ruborizou, fez aquele ar infantil e tacanho do costume e não se conteve que não exclamasse: «deve ser o coiso... sim, o coiso...»
Todos deram uma enorme gargalhada! Até a «comendadora», que já sabia a resposta, tal a frequência com que o marido fazia aquela interrogação...
__É o cheque!__ gargalhou ele, com empáfia e petulância. Até o presidente da câmara sorriu, com aquele sorriso amarelo(e pateta) que usa quando lhe fazem perguntas incómodas na Assembleia Municipal e ele não pode responder...
Enfim, a ceia dos cardeais lá do burgo. Só gente fina. E eu e a minha namorada de há três décadas, de boa marca e de alta cilindrada, mas sempre com aquele ar impecável de «diva»...
Já íamos no leitão e o comendador ainda estava na sopa. Ouvi, e quase não acreditei, este diálogo:
__Minha querida, sabes que nunca te traí ao longo destes cinquenta anos de sagrado matrimónio. Tu sempre foste a minha estrela, o meu farol, o meu sol...
Ela retrucou:
__E tu, meu Avelino, seu monte de generosidade, seu everest magnânimo, nunca me desiludiste. És um santo. Hoje sinto até um fogo quente no meu peito que nem sei bem como explicar... talvez da emoção...
Ele, olhou mais atento, deixou caír a rosa que tinha pronta a ser exibida à consorte, e exclamou:
__Claro, tens o peito a escaldar ... estás com as mamas na sopa!!!

Marcadores:

segunda-feira, fevereiro 14, 2011

«UM PAÍS INSUPORTÁVEL», por Marinho Pinto...

Quem pode discordar disto?!
Também junto a minha, à sua voz! Assim, Portugal não tem futuro!!! não se pode generalizar, bem sei que é abusivo, mas a regra continua a ser esta. As honrosas excepções são poucas, muito poucas...

PORTUGAL SEM FUTURO
Com a (in)justiça que temos...

Volúpia do poder tem na justiça
A fiel concubina, a cega amante,
Capaz de entronizar um vil tratante
Que a corteje e que vá à sua missa....


Ó reles meretriz, torpe e venal,
O povo que te paga foi traído
Tão velhacas sentenças tens parido
Abortos sem coluna vertebral!


És forte com os fracos, arrogante,
Mas és fraca, fraquinha, com os pobres;
Aos ricos tu perdoas os maus portes...


Te curvas tão servil e rastejante,
Mas os pobres esmagas, petulante,
Condenas sem piedade a tristes sortes!

História apaixonante!

Ver aqui... vale a pena guardar e ir vendo aos poucos...

Marcadores:

domingo, fevereiro 13, 2011

Como é possível?!!!

O ministro indiano esteve cerca de três minutos a ler um discurso do ministro português Luís Amado sem se ter apercebido da troca de discurso. Fazia alusões ao Brasil e mesmo assim não reparou...
Será que não sabia o que lia? Ou estava com a cabeça noutro lugar?!
Veja aqui, no DN de hoje...
Com que cara estariam as pessoas a ouvi-lo?! Cara de sono?!

Campeão mundial... é da Junqueira!


João Paulo ao lado do pai. Campeão mundial de fosso olímpico (tiro).
O pai era guarda-redes. Sem querer, levei uma cabeçada no peito e andei um mês sem poder rir nem tossir... por pouco tirava-me a tosse!...

quinta-feira, fevereiro 10, 2011

Cerveja para alguns políticos...


Marcadores:

quarta-feira, fevereiro 09, 2011

O discurso do líder local. Antevisão (ficcionada, como é óbvio...)

«Bico calado cachopa, aqui quem manda sou eu! Continuas a reclamar e ainda te ponho em tribunal!!!»
A capacidade analítica introspetiva do Dr Macedo Vieira é de todos reconhecida. É um Homem simples mas complexo na sua multivalência cognitiva.
O seu discurso reflete exuberantemente essa superioridade moral e cívica que o envolve como um manto diáfano...uma luva, dirão alguns.
Eis a minha antevisão do seu discurso:
Amigos:
É uma honra para mim estar aqui entre vós para partilhar a vossa sensibilidade, o vosso sentido estético, a vossa magistratura de influência sobre a sociedade. Gosto de ler, sobretudo sátiras, em que, de forma irónica, os escritores procuram sanear instituições, iluminar mentes cinzentas ou obnubiladas por tiques ditatoriais. Jorge Amado foi um mestre. Ainda recordo aquele Odorico Paraguaçú com as suas excentricidades e as suas raivas ridículas e cómicas.
Eu aprendi muito com os escritores. Sou tolerante, tenho poder de encaixe, aceito as críticas sem azedume. Seria incapaz de pôr um adversário em tribunal.
Qualquer indivíduo que me conheça bem sabe que tenho superioridade moral mas nunca a exibo. Sou intelectualmente superior, mas não seria capaz de humilhar um adversário menos dotado. A literatura está carregada de paradigmas tirânicos que nos fazem sorrir. Por isso respeito os adversários. Por isso convido sempre para lugares de honra, nas inaugurações, nos certames, alguns adversários. A tolerância é minha irmã gémea.
Quanto à justiça, aqui bem representada por um ilustre juriscônsulto, sei que tem dado azo a intervenções geniais ao nível da literatura e do cinema. Processos kafkianos são coisas que abomino, intrínseca e genuinamente falando. Usar o poder para achincalhar quem o não tem é desprezível, é ordinário, é próprio de crápulas. Soljenitsine, o grande escritor soviético aureolado com o Nobel, é um dos autores preferidos por mim. O seu arquipélago de Gulag é um paradigma. O arbítrio, a pesporrência, a má fé, florescem nas mentes dos ditadores como cogumelos em manhã chuvosa.
Mas eu aprendi muito com os escritores. Eu sorrio aos dislates estultos de alguns quando me atacam verrinosamente. Eu, tal como Cristo, ofereço a outra face, e deixo passar os comentários infelizes que esbarram na couraça da minha indiferença.
Houvera mais homens como eu e o país não teria caído no atoleiro em que e encontra. Abomino o despesismo estéril, tantas vezes para dar uma mão a um amigalhaço, um patrocinador de qualquer coisa, e não para satisfazer carências reais. Abomino os clientelismos, as sinecuras, os fretes... eu sou integro e impoluto. Sou magnânimo e conciliador.
A escrita moraliza os costumes, torna as pessoas mais dóceis, mais tolerantes, mais propensas à cidadania. Eu tive a sorte de colher bons frutos, por isso semeei valores, derramei eloquência, espalhei exemplos a seguir.
Sei que não sou santo, cometi alguns pecados, mas são apenas veniais. E ja me confessei.
Agora, aqui, perante este vasto auditório, quero dizer que levo no coração a mensagem deste «Correntes d'Escritas»: respeito pelo adversário é respeito por si próprio!

segunda-feira, fevereiro 07, 2011

«CORRENTES D'ESCRITAS 2011» - de 23 a 26 de Fevereiro

É já no próximo dia 23 de Fevereiro que começará o famoso certame onde, ano após ano, um saudável ponto de encontro entre escritores e público é o prato forte...
Alguns políticos aproveitam a onda para se promoverem e darem-se ares...
Contudo, há que enaltecer o evento que muito contribui para a divulgação das letras. A cidade da Póvoa de Varzim capricha na recepção aos ilustres convidados. Honra lhe seja...
Este ano terá a presença gratificante do dr Laborinho Lúcio, figura de todos conhecida e respeitada. Prevê-se que a edição deste ano seja ainda mais empolgante.

Momento alto?!
Talvez aquele em que o conhecido treinador sadino (actualmente em Madrid...), vestindo a pele do grande Elmano Sadino (Bocage), declamará um poema satírico.
Para adensar o suspense nada direi sobre o seu conteúdo...
Apenas um pequeno detalhe: é sobre juízes (de todos os matizes...) e políticos (de narizes mais ou menos compridos...).

Marcadores:

sábado, fevereiro 05, 2011

Vila do Conde... bom senso é preciso...

__Senhor Urso, que me diz sobre Vila do Conde?!
_-Gosto muito da cidade mas tem um pequeno defeito...
__Qual é?!
__«Hiberna» durante nove meses e só tem vida durante os três meses de verão. Há muito turismo, os emigrantes estão de férias, toda a gente se diverte, os cafés e restaurantes estão a abarrotar... contudo na época baixa. cafés e restaurantes estão sem clientes. Li hoje no JN que fecham no país quatro restaurantes por dia, ora, com a crise a apertar o cinto, com as famílias com menos dinheiro disponível, a situação vai de mal a pior... sinceramente ainda não compreendi porque é que a câmara vai autorizar a construção de mais restaurantes e cafés na zona da antiga seca do bacalhau! Será que quer inflacionar a crise? Será que não vê que vai agravar a situação dos cafés e restaurantes existentes? Nunca ouviram falar em planificação? Ou será que o egoísmo camarário só olha para o economicismo da autarquia (que arrecadará proventos com licenças e outras alcavalas...), olvidando o interesse dos comerciantes já castigados com os ventos agrestes da crise?!

Marcadores: ,

Ultimo tango em Paris...

Faleceu Maria Schneider a protagonista feminina do filme «O último tango em Paris» contracenando com Marlon Brando.
Em Lisboa chegaram a organizar-se excursões a Badajoz para ver o filme, uma vez que a censura em Portugal (antigo regime) não o permitia...

Clube dos Pensadores...

O Clube dos Pensadores não é plural. Nós também emitimos opiniões sensatas, gritos de alerta, avisos à navegação! Neste país de tanga o roto diz ao nu, e sorri: vem aí o FMI!!!
E há tantos casos a justificar a sua vinda!!! Veja aqui um deles!!!

Marcadores:

sexta-feira, fevereiro 04, 2011

Trajo de gala...

quinta-feira, fevereiro 03, 2011

Acrobacia espetacular!

O efeito dominó e o Egipto...

O mundo árabe está em ebulição. Mubarak está entre a espada e a parede. O efeito sistémico pode ocorrer e alastrar a países como a Argélia, Marrocos, Jordânia e... alguns mais.

Será uma onda democrática ou um tsunami fundamentalista?!
A interrogação é pertinente. Um terramoto geopolítico poderá alterar profundamente o status quo reinante no mundo árabe e causar preocupações ao estado de Israel, sobretudo.

O canal de Suez é a fonte de grande preocupação. Se for encerrado, ainda que por tempo limitado, poderá gerar o caos e fazer subir em espiral o preço do petróleo.
Há uma batata quente que poderá degenerar em guerra civil se o poder caír em más mãos...
Alá nos proteja...

terça-feira, fevereiro 01, 2011

Pornografia , reles obscenidades...

Ver aqui.... (Impróprio para cidadãos honestos e decentes...).
É isto que leva o país ao charco. Depois pedem sacrifícios à malta!
E ainda faltam as restantes obscenidades: em 2012 vai ser um fartote: foguetórios, banquetes, viajatas, se calhar também lá vai estar a protegida de Belém... vai estar em todas, acreditem...

PARA MEMÓRIA FUTURA!(*)

Marcadores: